Sexta-feira, 16 de Maio de 2008

Não:Devagar.

Devagar porque não sei

onde quero ir.

Há entre mim e os meus passoas

uma divergência instintiva.

Há entre quem sou e estou

uma diferença de verbo

que corresponde à realidade.

 

Devagar...

Sim, devagar...

Quero pensar no que quer dizer

este devagar...

Talvez o mundo exterior tenha pressa demais.

Talvez a alma vulgar queira chegar mais cedo.

Talvez a impressão dos momentos seja muito próxima...

 

Talvez isso tudo...

Mas o que me preocupa é esta palavra devagar...

O que é que tem que ser devagar?

Se calhar é o universo...

A verdade manda Deus que se diga.

Mas ouviu alguém isso a Deus?

 

 

Álvaro de Campos

 

 

Sinto-m um bocado como neste poema...sinto que o próprio universo anda depressa demais...e que eu estou lentamente a ficar para trás...sinto que tudo está a avançar sem mim... sei lá...sinto uma insegurança quanto a tudo o que conheço...tudo pode acabar num instante mas assusta-me a maneira como podem as coisas acabar e a altura dessas coisas acabarem...sei lá...já não sei nada...

 

publicado por 994marie1904 às 11:10


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31