Sábado, 30 de Março de 2013

Não é nada fácil falar de amor hoje em dia, parece que já se falou de tudo… E o problema é que quando falamos de amor ou estamos sozinhos e nada dá certo, ou estamos com alguém e parece que tudo o que nos sai da boca é por estarmos naqueles momentos de extase que a paixão traz. Há demasiadas histórias, trágicas, com final feliz e demasiado lamechas ou demasiado perfeitas para parecerem reais e possíveis de acontecer na vida real. Pois eu venho falar do meu amor, de um amor que foi cultivado e que não nasceu de uma paixão relâmpago, foi cuidado e os obstáculos só o tornaram mais forte ao longo do tempo. A paixão existe! Existe e é algo que torna o amor mais excitante, mais prazeroso e mais aventureiro. Mas este amor nasceu de uma semente, uma semente à qual gosto de chamar “um cativar”, um suster de olhar que tornou a noite mais bonita, mais interessante sem que houvesse qualquer tipo de desejo ou sexualidade. Houve apenas um olhar, depois uma troca de palavras e um pequeno-almoço que nunca chegou a acontecer. Posso dizer que o amor me encontrou quando eu já não estava à procura, tinha ainda na lembrança todas as relações falhadas e tudo o que tinha sofrido ainda me fazia “comichão” no peito, mas eis que ele me encontrou e eu descobri que estava mais do que preparada para amar, para ser amada e para ser merecida sem que o passado importasse!

O meu amor é lindo, de uma maneira que nem eu consigo descrever com justiça. É bonito sem que isso ofusque tudo o resto, o meu amor é bonito por fora… e por dentro. Tem os olhos mais profundos que tive oportunidade de conhecer, ora cheios de brilho ora frios como a noite. Já lhe vi as duas facetas, e em todas elas consegui descobrir a sua beleza mais pura do fundo da sua sinceridade. Porque o meu amor sente demais, e tudo o que o magoa ele guarda… até não doer mais. O seu coração é ouro puro, não pelo seu peso nem pelo seu valor mas pelo que é. É enorme, mas apesar disso é simples… humilde, e singelo. O seu sorriso mata-me, principalmente quando lhe faço um elogio… às vezes não me acredita porque já sofreu muito mas o seu sorriso é algo de tão puro e tão sincero, não consegue esconder nem disfarçar antes de lho ver. Derreto-me toda, tipo manteiga ao sol. O meu amor preenche-me em todos os aspectos, é crítico quando tem de ser e é mel quando me conforta. Os seus braços são como armaduras e ao mesmo tempo como um peluche, dá-me segurança e conforto, neles eu sinto-me segura, amada.

O meu amor é forte, ultrapassou muita coisa e continua todos os dias a ultrapassar obstáculos e a atravessar dificuldades. Vê as minhas fragilidades e ajuda-me a ultrapassá-las, a vê-las e a tomar consciência de que elas existem. Mais importante, o meu amor está comigo mesmo quando são 300KM que nos separam.

 O meu amor não é perfeito num mundo imperfeito, mas o meu coração é dele e para mim ele é de facto a criatura mais perfeita, mais bonita e mais especial que eu tenho o privilégio de amar e de quem quero cuidar e ser para sempre…

 

Dia 6 de Abril de 2013  faz um ano de FELICIDADE!

publicado por 994marie1904 às 21:32


mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29

31


subscrever feeds