Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2009

“Ontem, quando te tocava, estavas tão... hesitante, tão cautelosa; todavia continuavas a mesma. Preciso saber porquê. É por ser tarde demais? Por te ter magoado tanto? Por teres seguido em frente, como queria que fizesses? Seria... bastante justo. Não contestarei a tua decisão. Não tentes poupar-me, por favor... diz-me se ainda consegues amar-me, depois de tudo o que fiz. Consegues?”

 

"Não havia qualquer distracção para... o tormento.(...) Era como se o meu coração tivesse deixado de existir, como se eu estivesse vazio. Como se eu tivesse deixado tudo o que me preenchia aqui, contigo."

 

(Stephanie Meyer, New Moon)

publicado por 994marie1904 às 03:16


mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31